- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Em artigo pessoal, Alckmin destaca 'novos acordos e empréstimos Brasil-China' e 'parceria saudita'

© Foto / Twitter / ReproduçãoXi Jinping, presidente da China, e Geraldo Alckmin, vice-presidente do Brasil. Pequim, 7 de junho de 2024
Xi Jinping, presidente da China, e Geraldo Alckmin, vice-presidente do Brasil. Pequim, 7 de junho de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2024
Nos siga no
No começo do mês, o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, foi à China por ocasião da VII Reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível (Cosban). Em um artigo publicado nesta quinta-feira (20), Alckmin destacou novas parcerias do Brasil.
O vice-presidente introduz seu artigo, publicado no jornal O Globo, apontando para a dedicação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na política externa, algo que vem desde gestões anteriores do petista, uma vez que o próprio Cosban foi criado no primeiro mandato de Lula, escreve Alckmin.

"A exemplo de seus governos anteriores, sua postura ativa e altiva na condução de nossa política externa tem se traduzido em ganhos concretos para o Brasil, tanto na reconstrução de suas credenciais, no estabelecimento de parcerias, como na captação de recursos financeiros. Em apoio à atuação presidencial, a vice-presidência da República tem também buscado contribuir para esse esforço."

Sobre o evento na China, o vice-presidente relatou que, além da promoção de abertura do mercado chinês para noz-pecã brasileira, foram acordadas "a parceria entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Claifund — fundo de investimento entre Brasil e China — e o anúncio da nova geração de satélites sino-brasileiros, o CBERS-5. Além disso, "anunciamos a captação de R$ 24,6 bilhões em empréstimos para infraestrutura, R$ 10 bilhões dos quais [são destinados] para a reconstrução do Rio Grande do Sul".

"Também nos reunimos com diversas empresas chinesas e brasileiras, de setores como saúde, celulose, proteína animal, aviação, automóveis, baterias, motores elétricos e infraestrutura, identificando desafios e oportunidades para a ampliação de seus investimentos. Uma delas, a Sinovac, anunciou que investirá R$ 500 milhões para produzir vacinas e desenvolver terapias celulares, em parceria com a Fiocruz [Fundação Oswaldo Cruz]."

O vice-presidente também citou, como fruto da reunião do Cosban, o memorando da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) firmado com a Luckin Coffee, maior rede de cafeterias da China, para a compra de US$ 500 milhões (R$ 2,7 bilhões) em café brasileiro e, ainda, um acordo com o governo de Xangai, para a instalação da Casa Brasil, hub de inovação para empresários dos dois países.
Funcionário despeja grãos de café em moedor na abertura da primeira loja de café da marca americana Starbucks na China, em 11 de janeiro de 1999 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2023
Notícias do Brasil
Café brasileiro cai no gosto do (jovem) chinês; potencial do setor é enorme, afirmam especialistas
Ao mesmo tempo, Alckmin disse que as tratativas para a visita do presidente chinês, Xi Jinping, ao Brasil, em novembro, avançaram durante a visita do governo brasileiro a Pequim.
No âmbito de sua visita, Xi disse a Alckmin que "como países em desenvolvimento e importantes economias emergentes, os laços entre China e Brasil vão muito além das relações bilaterais e são um modelo para promover a solidariedade e a cooperação […]", conforme noticiado.
Por fim, o vice-presidente comenta em seu artigo a agenda cumprida em Riad, na Arábia Saudita.
Vice-presidente do Brasil, Geraldo Alckmin, se encontra com autoridades sauditas em Riad. Arábia Saudita, 3 de junho de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 03.06.2024
Notícias do Brasil
'Enorme complementaridade': Brasil e Arábia Saudita assinam novos acordos 'ganha-ganha'
Ressaltando que o país é o maior parceiro do Brasil no Oriente Médio, o vice-presidente anunciou que além de celebrarmos "um acordo de defesa para o desenvolvimento de produtos, treinamentos militares conjuntos e transferência de tecnologias", a ApexBrasil assinou um memorando com uma grande rede de supermercados "para a promoção de até 200 produtos brasileiros no mercado saudita".
Logo da emissora Sputnik - Sputnik Brasil
Acompanhe as notícias que a grande mídia não mostra!

Siga a Sputnik Brasil e tenha acesso a conteúdos exclusivos no nosso canal no Telegram.

Já que a Sputnik está bloqueada em alguns países, por aqui você consegue baixar o nosso aplicativo para celular (somente para Android).

Também estamos nas redes sociais X (Twitter) e TikTok.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала