- Sputnik Brasil, 1920
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Promotores nos EUA recomendam que Departamento de Justiça acuse a Boeing de fraude, diz mídia

© AP Photo / Elaine ThompsonAvião Boeing 737 Max se prepara para pousar no Boeing Field após voo de teste em Seattle. Washington, EUA, 30 de setembro de 2020
Avião Boeing 737 Max se prepara para pousar no Boeing Field após voo de teste em Seattle. Washington, EUA, 30 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 24.06.2024
Nos siga no
Segundo fontes citadas pela Reuters, as mortes de centenas de pessoas em acidentes da companhia aérea e montadora norte-americana nos anos 2018 e 2019 têm de ser responsabilizadas.
Promotores dos EUA recomendam que o Departamento de Justiça (DoJ, na sigla em inglês) do país apresente acusações de fraude contra a montadora norte-americana Boeing por causa de dois acidentes fatais envolvendo aviões 737 Max em 2018 e 2019 que mataram 346 pessoas, informou na segunda-feira (24) a agência britânica Reuters, citando fontes.
Em maio de 2024, o DoJ apresentou uma queixa no tribunal federal do Texas alegando que a Boeing violou o acordo que permitia que a empresa evitasse um processo criminal. De acordo com a carta, a Boeing não fez as mudanças prometidas para detectar e evitar violações das leis federais antifraude.
Segundo a Reuters, não há garantia de que o departamento apresentará acusações contra a Boeing, pois as discussões sobre uma possível resolução da investigação estão em andamento e ainda não há uma decisão final sobre o assunto.
Boeing 737 da companhia aérea Transair - Sputnik Brasil, 1920, 09.05.2024
Panorama internacional
Boeing: 10 pessoas ficam feridas após novo acidente com aeronave (VÍDEO)
As fontes não especificaram as acusações criminais que o departamento está considerando, mas uma fonte revelou que elas poderiam ir além da acusação original de fraude. O departamento poderia propor a assinatura de um novo acordo com condições mais rigorosas, que poderiam incluir penalidades financeiras e a nomeação de um monitor de conformidade para a empresa. Além disso, as autoridades poderiam exigir que a Boeing admita sua violação, declarando-se culpada.
Enquanto isso, uma das fontes disse que a empresa pode estar disposta a pagar uma multa e aceitar um monitor, mas sem admitir a culpa, pois isso poderia levar a restrições nos negócios da empresa, que deverão reduzir as receitas do fabricante, considerando seus contratos com o governo e as Forças Armadas dos EUA. A condenação por acusações criminais, provavelmente, também terá consequências negativas para o futuro da empresa.
O DoJ deve agora decidir até 7 de julho se processará ou não a empresa.
Logo da emissora Sputnik - Sputnik Brasil
Acompanhe as notícias que a grande mídia não mostra!

Siga a Sputnik Brasil e tenha acesso a conteúdos exclusivos no nosso canal no Telegram.

Já que a Sputnik está bloqueada em alguns países, por aqui você consegue baixar o nosso aplicativo para celular (somente para Android).

Também estamos nas redes sociais X (Twitter) e TikTok.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала