- Sputnik Brasil, 1920
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA boicotarão homenagem da ONU a Raisi após sua morte em queda de helicóptero, diz mídia

© AP Photo / Presidência do IrãNesta foto divulgada pelo site oficial do gabinete da Presidência iraniana, o presidente Ebrahim Raisi fala durante uma reunião de gabinete em Teerã, Irã
Nesta foto divulgada pelo site oficial do gabinete da Presidência iraniana, o presidente Ebrahim Raisi fala durante uma reunião de gabinete em Teerã, Irã - Sputnik Brasil, 1920, 30.05.2024
Nos siga no
O presidente do Irã, com o ministro das Relações Exteriores e outros altos responsáveis do país, morreu em um acidente em 19 de maio.
Os EUA boicotarão uma homenagem das Nações Unidas na quinta-feira (30) a Ebrahim Raisi, que morreu no início do mês em um acidente de helicóptero, revelou uma fonte norte-americana à agência britânica Reuters.
A Assembleia Geral da ONU tradicionalmente se reúne para prestar homenagem a qualquer líder mundial que era chefe de Estado no momento de sua morte. A homenagem contará com discursos sobre o presidente do Irã.

"Não participaremos desse evento de forma alguma", disse à Reuters um funcionário dos Estados Unidos sob condição de anonimato.

Ele afirmou que "as Nações Unidas deveriam estar ao lado do povo do Irã, e não homenageando seu opressor de décadas", citando ter cometido alegadas violações dos direitos humanos.
Uma mulher passa por uma bandeira nacional iraniana gigante pendurada do lado de fora da mesquita Emamzadeh Saleh, na praça Tajrish, no norte de Teerã, 12 de março de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 23.05.2024
Panorama internacional
Analista: mesmo diante do luto, os EUA não evitam 'impor o seu pensamento ocidental' sobre o Irã
O Conselho de Segurança da ONU se levantou em 20 de maio, no início de uma reunião não relacionada, para um momento de silêncio, de forma a lembrar as vítimas do acidente de helicóptero. Robert Wood, vice-embaixador dos EUA na ONU, ficou relutantemente de pé com seus 14 colegas.
Os Estados Unidos expressaram suas "condolências oficiais" pela morte de Raisi, informou o Departamento de Estado em 20 de maio, uma ação que recebeu críticas de alguns membros republicanos do Congresso norte-americano. No entanto, John Kirby, porta-voz de Segurança Nacional da Casa Branca, também criticou Raisi por suas ações no passado.
No incidente, ocorrido em 19 de maio, além do presidente Ebrahim Raisi, morreram Hossein Amir-Abdollahian, ministro das Relações Exteriores do Irã, e vários outros funcionários de alto escalão do governo iraniano.
A comitiva retornava de uma cerimônia de inauguração de uma barragem conjunta no rio Aras, na fronteira entre o Irã e o Azerbaijão, evento que contou com a presença de Ilham Aliev, presidente do Azerbaijão.
A investigação sobre a queda do helicóptero continua, e as autoridades iranianas prometem um relatório mais detalhado assim que todas as evidências forem analisadas.
Logo da emissora Sputnik - Sputnik Brasil
Acompanhe as notícias que a grande mídia não mostra!

Siga a Sputnik Brasil e tenha acesso a conteúdos exclusivos no nosso canal no Telegram.

Já que a Sputnik está bloqueada em alguns países, por aqui você consegue baixar o nosso aplicativo para celular (somente para Android).

Também estamos nas redes sociais X (Twitter) e TikTok.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала