- Sputnik Brasil, 1920
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Após fiasco em debate, Biden garante confiança para ser presidente dos EUA

© AP Photo / Patrick SemanskyJoe Biden, presidente dos EUA, em coletiva na Casa Branca, em Washington, D.C. EUA, 7 de julho de 2023
Joe Biden, presidente dos EUA, em coletiva na Casa Branca, em Washington, D.C. EUA, 7 de julho de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 29.06.2024
Nos siga no
O presidente dos EUA, Joe Biden, demonstrou, em um evento para angariar fundos na Carolina do Norte, confiança na sua capacidade de cumprir as funções presidenciais caso seja reeleito. A declaração foi feita após um fraco desempenho no primeiro debate presidencial.
"Pessoal, dou-lhes minha palavra como Biden. Eu não estaria concorrendo novamente se não acreditasse de todo o coração e alma que posso fazer este trabalho. O ex-presidente [Donald Trump] é uma ameaça genuína para esta nação", disse Biden na noite da sexta-feira (28).
O New York Times publicou um editorial, ontem, dia seguinte ao debate, defendendo que Biden deveria suspender sua campanha presidencial e deixar outro candidato democrata ocupar o seu lugar, após um fraco desempenho no primeiro debate presidencial, contra o ex-presidente Donald Trump.
O próprio Biden e sua equipe admitiram que o presidente dos EUA teve um desempenho difícil no debate em Atlanta, mas garantiram ao público que não encerrariam a candidatura à reeleição.
No Brasil, a performance de Biden também gerou uma repercussão negativa na imprensa. O Globo classificou o desempenho do democrata como "desastroso", enquanto uma colunista da Folha de S. Paulo escreveu ter sido "deprimente ver Biden passivo".
O presidente dos EUA, Joe Biden, e o ex-presidente Donald Trump realizam primeiro debate presidencial das eleições de novembro. 27 de junho de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 28.06.2024
Panorama internacional
Confira debate Biden x Trump: acusações, conflitos na Ucrânia e Gaza, inflação e mais
A mídia brasileira também repercutiu que o fortalecimento da candidatura de Trump aumentou a preocupação no Palácio do Planalto com as consequências para o governo Lula, diante de um possível empoderamento da extrema direita no Brasil e do bolsonarismo.
As eleições presidenciais dos EUA estão marcadas para novembro de 2024. Os principais candidatos esperados nas urnas são Biden e Trump, que obtiveram votos de delegados suficientes para serem os presumíveis candidatos dos respectivos partidos Democrata e Republicano. Há um novo debate entre Trump e Biden previsto para o dia 10 de setembro.
Logo da emissora Sputnik - Sputnik Brasil
Acompanhe as notícias que a grande mídia não mostra!

Siga a Sputnik Brasil e tenha acesso a conteúdos exclusivos no nosso canal no Telegram.

Já que a Sputnik está bloqueada em alguns países, por aqui você consegue baixar o nosso aplicativo para celular (somente para Android).

Também estamos nas redes sociais X (Twitter) e TikTok.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала