- Sputnik Brasil, 1920
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Chanceler da Argentina diz que Mercosul precisa de um 'choque de adrenalina'

© Foto / X /@DianaMondinoA chanceler da Argentina, Diana Mondino, representando o governo de Javier Milei nas reuniões do Mercosul, 7 de julho de 2024
A chanceler da Argentina, Diana Mondino, representando o governo de Javier Milei nas reuniões do Mercosul, 7 de julho de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 08.07.2024
Nos siga no
A ministra das Relações Exteriores da Argentina, Diana Mondino, considerou que o Mercado Comum do Sul (Mercosul) deve acelerar sua capacidade de ampliar acordos durante a reunião de chanceleres que o Paraguai sediou no último domingo (7).

"O Mercosul precisa de um choque de adrenalina", disse a representante argentina durante a 64ª Reunião do Conselho do Mercado Comum.

Em substituição ao presidente Javier Milei, que priorizou uma viagem ao Brasil para participar da Conferência Política de Ação Conservadora em Balneário Camboriú, no estado de Florianópolis, Mondino destacou a "visão crítica do presente do Mercosul" da atual gestão.
"Consideramos que o seu potencial como mercado ampliado e plataforma de relações com o mundo está altamente desperdiçado", observou a chanceler um dia antes da cúpula de chefes de Estado do Mercosul.
Durante sua apresentação perante o órgão máximo do Mercosul, a ministra destacou a "estagnação do comércio intrazona" e deu como exemplo que, em 1998, 25% das exportações da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai permaneceram dentro do bloco, percentual que em 2023 caiu para 11,3%.
A ministra propôs ainda uma modernização da associação regional, diante de uma agenda que "tem um elevado grau de inércia, que avança lentamente à velocidade das mudanças globais".
Javier Milei canta o hino nacional da Argentina em cerimônia em Buenos Aires. Argentina, 5 de julho de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2024
Panorama internacional
Mídia: governo Milei está empenhado em promover o esvaziamento do Mercosul
"O atual estágio do Mercosul é caracterizado pela 'gestão' e 'administração' de diferentes acordos e compromissos anteriormente assumidos, mas não temos agilidade e capacidade para nos projetarmos nas questões do futuro", observou.
Mondino, que lamentou que a inteligência artificial (IA) não seja um tema abordado pelo Mercosul, insistiu na necessidade de uma atualização institucional "que, respeitando a sua essência intergovernamental, facilite os seus processos de tomada de decisão".
Nessa linha, a chanceler considerou que modalidades de negociação mais flexíveis podem ser implementadas com outros países, com a ideia de chegar a um entendimento em dezembro, por ocasião do 30º aniversário da assinatura do Protocolo de Ouro Preto.
Fora do Mercosul, bloco ao qual também aderiu a Bolívia, a ministra assinou com o seu homólogo uruguaio, Omar Paganini, um "protocolo de coordenação da assistência médica e das transferências transfronteiriças, terrestres, fluviais e aéreas de saúde primária em casos de urgências e emergências".
Ao lado de seus pares do bloco, a chanceler também assinou os Acordos de Complementação Financeira e de Complementação Técnica entre Mercosul e o Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata), além de um acordo de cooperação cinematográfica do Mercosul.
O Paraguai recebeu do Brasil a presidência pro tempore do Mercosul, ou seja, exercida de forma alternada entre os Estados-membros, pelos próximos seis meses.
Logo da emissora Sputnik - Sputnik Brasil
Acompanhe as notícias que a grande mídia não mostra!

Siga a Sputnik Brasil e tenha acesso a conteúdos exclusivos no nosso canal no Telegram.

Já que a Sputnik está bloqueada em alguns países, por aqui você consegue baixar o nosso aplicativo para celular (somente para Android).

Também estamos nas redes sociais X (Twitter) e TikTok.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала